Ciclo de vida do produto: Entenda sua importância estratégica

Tudo tem uma vida útil. Seja um carro, um smartphone, um equipamento de ginástica ou qualquer outro produto - eventualmente seu uso e potencial de venda irá se esgotar.

Isso porque sempre que um produto entra no mercado, ele segue um ciclo de vida específico; um ciclo de vida onde algo deixa de ser apresentado como uma novidade, para algo que todos têm e, eventualmente, algo que todos se esquecem.  

Esse processo é constante, o que significa que todo negócio precisa estar ciente de como ele funciona e como pode afetar seus produtos. Vamos dar uma olhada a seguir nos detalhes do ciclo de vida do produto e como você pode aproveitá-lo para gerenciar seu negócio.

Primeiramente, o que é o ciclo de vida de um produto?

O ciclo de vida do produto é o período de tempo em que um produto é introduzido no mercado consumidor até ele diminuir e, eventualmente, deixar de ser vendido.

Este ciclo pode ser dividido em diferentes estágios, incluindo - desenvolvimento, introdução, crescimento, maturidade/saturação e declínio.

O ciclo de vida de um produto é normalmente utilizado para determinar quando é apropriado aumentar a publicidade, ajustar preços, explorar novos mercados e até mesmo redesenhar embalagens.

Quais são os 5 estágios do ciclo de vida do produto?

Cada estágio tem seus custos, oportunidades e riscos, e os produtos individuais diferem em quanto tempo eles permanecem em qualquer um dos estágios do ciclo de vida.

Embora existam opiniões divergentes sobre se existem quatro, cinco ou seis estágios do ciclo de vida do produto, todas opções incluem as etapas a seguir:
Ciclo de um Produto

1. Desenvolvimento

O estágio de desenvolvimento do produto é a fase de pesquisa antes do lançamento.

Tecnicamente, isso está fora da definição do ciclo de vida do produto, mas é uma etapa vital a ser observada. Em suma, é usado para determinar a viabilidade de um produto, confirmar quando ele deve chegar ao mercado e como abordar seu lançamento oficial.

Nesta fase, os custos estão se acumulando sem receita correspondente. Alguns produtos requerem anos e grande investimento de capital para serem desenvolvidos e, em seguida, serem testados.

Quanto mais cedo você puder validar seu potencial de mercado, maior será a probabilidade de você conseguir um lançamento bem sucedido.

2. Introdução

O estágio de introdução é quando seu produto é lançado no mercado pela primeira vez. É onde você vai além do produto em si para desenvolver um mercado para o produto e criar consciência do produto.

Aqui, você trabalhará para conquistar um mercado-alvo, conduzirá uma análise de mercado para entender o cenário competitivo e, idealmente, realizará suas primeiras vendas.

Os custos de marketing são altos nesta fase, pois é necessário chegar aos clientes em potencial. A melhor abordagem ao promover um novo produto é se concentrar em testar canais de distribuição e mensagens.

É aqui que os esforços iniciais de financiamento e o mapeamento de seu fluxo de caixa são vitais para o sucesso de seu produto.

3. Crescimento

No estágio de crescimento, o produto foi aceito pelos clientes e agora você está se esforçando para aumentar sua participação no mercado. Isso significa que a demanda e a receita estão crescendo, de preferência a um ritmo constante.

Por quanto tempo você alcança um crescimento estável depende totalmente do seu produto, do cenário atual do mercado e da taxa de adoção dos clientes.

Se você está entrando em um mercado já movimentado com um novo produto, provavelmente verá os concorrentes reagirem com bastante rapidez.

Se você entrou em um mercado com menos concorrência ou é o primeiro a comercializar em uma indústria inovadora, provavelmente verá uma resposta mais lenta de participantes novos ou atuais.

4. Maturidade/Saturação

O estágio de maturidade é quando as vendas se estabilizam. Isso não significa que você ainda não está crescendo, apenas não verá o mesmo nível de crescimento rápido de antes.

Normalmente, neste ponto, você começará a baixar os preços, oferecer adições gratuitas ou fazer outros ajustes para manter seus produtos competitivos.

Ao mesmo tempo, você também se tornou mais eficiente. Os custos de produção tendem a diminuir, erros onerosos no processo de fabricação agora podem ser evitados.

Até mesmo seus gastos com marketing são provavelmente mais refinados e eficazes neste estágio. Portanto, embora você possa não estar crescendo em volume, é provável que seja mais lucrativo neste estágio.

Os consoles de videogame são um ótimo exemplo. Atualizações incrementais de hardware são frequentemente anunciadas para vender novos consoles. A edição Nintendo Switch OLED é o exemplo mais recente, onde a única atualização é uma tela nova maior e mais nítida.

5. Declínio

O estágio de declínio do ciclo de vida do produto está associado à diminuição da receita devido à saturação do mercado, alta competição e mudanças nas necessidades do cliente. As empresas nesta fase têm várias opções:

  • Descontinuar o produto;
  • Vender os direitos de fabricação para outra empresa;
  • Encontrar novos usos para o produto;
  • Explorar novos mercados.

É nesta fase que você realmente precisa pesar os custos e benefícios associados a cada opção.

Você é realmente capaz de revisar o produto? Existem outros recursos que você simplesmente não aproveitou? Existe um mercado que você não investigou que poderia se beneficiar do seu produto?

Se possível, tente executar diferentes cenários de previsão durante esse período para ver a que cada decisão pode levar, dependendo do desempenho do produto.

Como você sabe em que estágio seus produtos estão?

Não há garantia de quanto tempo um produto permanecerá em um determinado estágio. Isso pode dificultar saber em que estágio você está e quando entrou no próximo.

Conhecer as características de cada etapa pode ajudá-lo a identificar melhor sua posição atual. No entanto, muitas vezes é mais fácil olhar para trás para determinar onde seu negócio está e para onde está indo.

Você pode alavancar esse desempenho real para ajudar a entender o que esperar no futuro. Na verdade, você pode vincular esse exercício ao seu controle financeiro e compará-las diretamente às suas demonstrações financeiras.

Esse processo garantirá que você sempre considere o que vem a seguir. Isso lhe dará uma perspectiva mais informada do futuro, ao mesmo tempo que o ajudará a evitar decisões estratégicas ruins.

Isso também ajudará você a entender melhor o valor de um determinado estágio, tornando muito mais fácil aplicar a mesma metodologia a outros produtos.

Mantenha o ciclo de vida do seu produto em mente

Compreender o ciclo de vida do produto é uma parte vital do gerenciamento e do crescimento do seu negócio.

Pode ajudá-lo a conceber um roteiro mais detalhado para o seu negócio, tomar melhores decisões estratégicas e, até mesmo, ajudá-lo a criar previsões financeiras mais precisas.

Se você criou um plano de negócios, certifique-se de que explorar sua posição no mercado faça parte das revisões regulares do plano.

Provavelmente, você já está analisando tudo o que está envolvido no ciclo de vida do produto, mas vale a pena dedicar um tempo para solidificar a posição do seu produto regularmente.



Aqui fica o conteúdo do Post...Aceita HTML, portanto você pode montar o conteúdo do jeito que quiser!!!

#htmlPersonalizado#