Saiba como desenvolver uma máquina personalizada em 5 etapas

Entenda, na prática, o processo para desenvolver sua máquina personalizada


A evolução da tecnologia e a constante busca pela redução de custos em processos industriais propiciou o desenvolvimento de máquinas e com elas, uma mudança de paradigma. A automação em linhas produtivas não veio para ocupar o lugar de pessoas, mas sim para trabalhar em conjunto e facilitar suas tarefas.

Além disso, pensar em desenvolver uma máquina personalizada para seu processo pode trazer muitos outros benefícios, como aumento de produtividade e competitividade com relação ao mercado, levando sua empresa à novos patamares.

Neste texto você entenderá como desenvolver uma máquina em 5 etapas principais.

1- Processo de Idealização

 

Esta etapa está presente no projeto conceitual, primeira fase de nossa metodologia exclusiva de desenvolvimento de uma máquina e é, portanto, a etapa base de todo o projeto. Isso porque é aqui que serão definidos os principais objetivos e necessidades da máquina, focados em atender todas as suas prioridades.

No processo de idealização é feito um levantamento de todas as ideias e as possíveis soluções. Então, em conjunto com o cliente, definimos qual será a solução mais viável, levando sempre em consideração as especificações técnicas e a viabilidade financeira.

A viabilidade técnica é muito importante para a próxima etapa, na qual será feita a validação do modelo através de cálculos estruturais e dimensionamento.

2- Cálculos estruturais e dimensionamento


Esta etapa é realizada dentro do projeto preliminar, que é a fase focada nos sistemas necessários para atender ao planejamento da fase anterior.

Nesta fase utilizamos softwares de modelagem matemática e simulação, a fim de obter um projeto mais tangível. Todos os dados coletados serão utilizados para realizar o dimensionamento da máquina, e assim garantir um bom desempenho.

A gestão e o acompanhamento desta fase, também em conjunto com o cliente, são fundamentais para se evitar erros, por exemplo na seleção de componentes, e assim garantir o sucesso no desenvolvimento de uma máquina.

3- Desenhos Computacionais  

A modelagem 3D é a primeira etapa do nosso projeto detalhado, que possui métodos para desenvolver e determinar todas as especificações da máquina, que serão enviadas aos estágios de fabricação e outros desenvolvimentos.

Nesta primeira etapa são realizados desenhos tridimensionais em softwares CAD especializados, a fim de modelar e especificar todo o sistema mecânico. Etapa fundamental para que se possa visualizar e validar o modelo desenvolvido.

4- Simulação de Desempenho 

 

O processo de simulação de desempenho é a segunda etapa do projeto detalhado, na qual são realizadas simulações computacionais utilizando softwares específicos para validação dos cálculos e dos dimensionamentos realizados em etapas anteriores.

A simulação irá avaliar o comportamento dos componentes quando submetidos a situações adversas, como esforços exercidos sobre a máquina, e que podem futuramente, provocar falhas em seu funcionamento.

A fase do projeto detalhado é importante também para adequar o projeto de desenvolvimento da máquina ao desejo do cliente e destacar se há pendências para a execução e funcionamento do equipamento.

5- Prototipagem 

Após a validação de todas as etapas anteriores, é realizada a etapa de prototipagem do equipamento, onde ocorre a avaliação do funcionamento, visualização e planejamento do processo de fabricação.

Portanto, essa fase é essencial em um processo de desenvolvimento de máquina, pois possibilita que a análise de suas características e funcionalidade seja realizada antes da produção definitiva.

Autora: Vitória Leal, gerente de projetos da Fator Júnior

Aqui fica o conteúdo do Post...Aceita HTML, portanto você pode montar o conteúdo do jeito que quiser!!!

#htmlPersonalizado#